Loriga de outra cor

ÍNDICE Loriga « anterior |

seguinte » Quadras de Loriga

Autoria | José Manuel Moura Alves

Criado em | .

Estilo poético | Versos rimados

DSC07898.jpg

Fotografei-a de lado
De cima e por baixo
Percorrendo a Vila inteira
Do cabeço ao mirante
Da Portela à ribeira
Num incansável desafio

Na Primavera e no Outono
De Inverno e de Verão
Nos baixios e da serra
De qualquer maneira
De verde ou de branco
Sempre me rendi de espanto
À beleza da nossa Terra.

Subi à Vista Alegre
Experimentei lá no alto
Não contente
Virei-me para poente
Soneguei a cor
Em dia de céu dramático
Com nuvens de tempestade.

Quando previa o pior
Na sua plena beleza
Brindou-me a natureza
Com esta imagem surreal.

Assim é Loriga
Infindável e apaixonante
Para quem a ousa descobrir.

______

Comentários a este poema

Adicionar um Novo Comentário
Unless otherwise stated, the content of this page is licensed under Creative Commons Attribution-ShareAlike 3.0 License