A ponte é uma janela

Autoria | José Manuel Moura Alves

Criado em | .

Estilo poético | Versos rimados

DSC_0604.JPG

A ponte é uma janela
E através dela
Verei à noite o luar.
Tornou-se a montanha pequenina
Descanso de ave peregrina
Ajustada ao horizonte do meu olhar.

A ponte é a minha janela
E depois dela
Um caminho de águas a brilhar.
Lágrimas copiosas bendizendo
Em cada fraga que galgam, escrevendo
Uma novena de paz no meu olhar.

A ponte será sempre uma janela
E através dela
Espreito à noitinha o luar
Sobre aquela montanha pequenina
Nas asas de uma ave peregrina
Enchendo de serenidade o meu olhar.

______

Comentários a este poema

Adicionar um Novo Comentário
Unless otherwise stated, the content of this page is licensed under Creative Commons Attribution-ShareAlike 3.0 License