Os lanifícios de Loriga

Autoria | Rui Calado

Criado em | Junho 2010

Estilo poético | Marcha

{REFRÃO}

"Muitas batalhas foram vencidas
Numa vida em flor
Laborando nos teares
Com muito sacrifício e ardor.
Vai esta marcha a desfilar
Cheia de cores bem aguerridas
Queremos homenagear com saudade"

I
Descoberta há muito tempo, São João vou-te dizer
Loriga possui uma riqueza
Que poucos têm orgulho em ter,
São os lanifícios
Imponentes na produção
Empregaram muitas famílias
E fizeram desta bela Vila do Concelho
A mais importante povoação.

II
Quer de noite quer de dia não parava a produção
As ruas enchiam-se de gente
Lembrando a noite de São João
É a saudade
De ouvir os teares
Essas belas melodias
(Que) transformavam fios em tecidos
E a Marcha vai representar.

III
Jamais serão esquecidas as fábricas manuais
Surgiram no século dezoito
Fruto das nossas gentes iniguais.
Meu São João,
Vos rogamos com certeza
Sonhos antigos alimentados
(Queremos) o Museu dos Lanifícios em Loriga
Em memória dos nossos antepassados.

IV
As águas correm abundantes p’las encostas naturais
Força motriz imprescindível
Para girar as rodas industriais,
Com alegria
É um bem que se abraça
Nesta noite de folia
Nos teares uma quimera de alegria
Criam-se retalhos de amizade.

______

Comentários a este poema

Adicionar um Novo Comentário
Unless otherwise stated, the content of this page is licensed under Creative Commons Attribution-ShareAlike 3.0 License