Lar de dia

Autoria | António Alves Conde

Criado em | Junho 2008

Estilo poético | Quadras

I
Bom dia Lar de dia
Que acompanhais a solidão
Quando apareceis dais-lhes alegria
Com a sua refeição
II
Por vezes as funcionárias
Andam numa roda-viva
Para lhes trazerem o carinho
Com que lhes fazem a comida
III
Por vezes os ides visitar
Para lhes fazerdes limpeza
E sua casinha limpar
Para lhes dar mais beleza
IV
Eu estou gostando disto
Para mim grande felicidade
Temos que tratá-las bem
Com amor carinho e bondade
V
Temos que conviver
Com pessoas que nós amamos
Fazendo nossa obrigação
Por isso nós aqui estamos
VI
Temos que respeitá-los
Por viverem na solidão
Temos que amá-los
Com carinho e devoção
VII
Para eles é uma bondade
Terem uma companhia
Lembrar-lhes a mocidade
E terem mais alegria

______

Comentários a este poema

Adicionar um Novo Comentário
Unless otherwise stated, the content of this page is licensed under Creative Commons Attribution-ShareAlike 3.0 License