Loriga é Suíça portuguesa

ÍNDICE Recanto Santo de Loriga « anterior |

seguinte » Poema expontâneo

Autoria | António José Gomes de Brito

Criado em | .

Estilo poético | Cantiga

{Refrão} :
"Loriga é Suíça portuguesa
É conhecida pela sua natureza
A sua água cristalina a correr
Dá força e vida a quem ela vai beber
A brisa pura que passa pela manhã
Traz a todos a frescura
Faz a vida por esse ar
E toda gente que Loriga visitou
Encantado pela beleza
Com saudades lá voltou"

Na terra onde eu nasci eu hoje vou falar dela
É um jardim natural na alta serra da Estrela
Uma vila muito antiga e de velhas tradições
Simples e hospitaleira cheia de bons corações

{refrão}

As crianças nesta terra são um jardim de beleza
Os jovens e mais idosos aumentam esta riqueza
Preservam a natureza
Mantêm a tradição
Para os amigos de Loriga
Há sempre queijo e bom pão

{refrão}

Primeiro domingo de agosto há festa, há romaria
Vai o povo agradecer a Nossa Senhora da Guia
Encontram-se os emigrantes que se empresta Santa Guia
Vêm de terras distantes p'ra festejar este dia

______

Comentários a este poema

Adicionar um Novo Comentário
Unless otherwise stated, the content of this page is licensed under Creative Commons Attribution-ShareAlike 3.0 License