Loas a Nossa Senhora da Guia

Autoria | Autor desconhecido

Criado em | . 1958

Estilo poético | Cantiga

Estando eu em minha casa
Assentada a uma janela
Deitei os olhos ao longe
Vi uma linda capela!…

Nossa Senhora da Guia
À vossa porta cheguei
Tantos anjos me acompanharam
Como de passos eu dei

Nossa Senhora da Guia
Ela lá vem no andor
Com o seu menino ao colo
Que parece um esplendor

Nossa Senhora da Guia
Sois uma estrela brilhante
Dai saúde aos portugueses
São um povo navegante.

Nossa Senhora da Guia
Tem o manto a fazer
Cheio de pérolas d´oiro
Ai tão lindo que há-de ser!..

Nossa Senhora da Guia
Ai minha boa Mãezinha!..
Eu já fui a vossa casa
Vinde Vós agora à minha

Nossa Senhora da Guia
Que dais a quem vos vem ver?!
-Aos casados, paz e alegria
Aos solteiros, bom viver

Nossa Senhora da Guia
Quem vos varreu o balcão?!
-As meninas de Loriga
C´um raminho de sarpão

Nossa Senhora da Guia
Precisais lá de um jardim
Uma fonte para o regar
Um repuxo de marfim.

Nossa Senhora da Guia
Pequenina e Airosa
Vem a gente de tão longe
Só p´ra ver tão linda Rosa.

Nossa Senhora da Guia
Mandai sol quer chover
Que se molham os efeitos
Das moças que vos vão ver.

Nossa Senhora da Guia
Dizei-me onde morais?!
-Moro p´ra além da catraia
No meio dos pinheirais

Nossa Senhora da Guia
Quem vos varreu o terreiro?!
-As meninas de Loriga
C´um raminho de loureiro

Nossa Senhora da Guia
Ficou à porta a chorar
Recolhei-vos, Mãe de Deus
Qu´inda cá hei-de voltar!..

Nossa Senhora da Guia
Rosa branca encarnada
Até ao cimo da França
Chega a vossa nomeada.

Nossa Senhora da Guia
Mandai-nos tempo alegre!..
Há quatro dias que chove
Água fria como a Neve.

Nossa Senhora da Guia
Quem te deu esse vestido
Foi um homem em Lisboa
Que no mar se viu perdido.

Nossa Senhora da Guia
Tem o caminho de giestas,
Bem podias vós, Senhora
Tê-lo de rosas abertas

Nossa Senhora da Guia
Tem uma redoma de vidro
Que lha deu um brasileiro
Que andava no mar perdido

Nossa Senhora da Guia
Sois uma roseira branca
Quando nascestes no mundo
Logo foi para ser Santa.

Nossa Senhora da Guia
Arrendai o pinheiral
Arrendai-o por dinheiro
P´ra ajuda do arraial.

Nossa Senhora da Guia
Combatida pelo vento
Tem as suas portas viradas
P´ro Santíssimo Sacramento.

Nossa Senhora da Guia
Mandou-me agora chamar
Deixa-me lá ir depressa
A ver o que me quer dar

Nossa Senhora da Guia
A vossa ladeira mata
Dai saúde os brasileiros
Que deram a cruz de prata

Nossa Senhora da Guia
Rosa branca em botão
Dai saúde aos brasileiros
Que deram o pavilhão.

Nossa Senhora da Guia
Arrendai a Carvalhinha
Arrendai-a por dinheiro
Que a sombra dela é minha.

Nossa Senhora da Guia
Tem um tear à janela
Dá-lhe o vento, dá-lhe a chuva
Todo o fiado lhe quebra…

Vi uma linda capela
Procurei de quem seria
Um anjo me anunciou
Que era da Senhora da Guia

Nossa Senhora da Guia
Hoje aqui vos venho ver
Já que me destes saúde
Estando eu para morrer

Nossa Senhora da Guia
Tem uma estrela na mão
Que lha deu uma menina
No dia da comunhão

Nossa Senhora da Guia
Por detrás do seu altar
Tem garrafinhas de vidro
Deitando águas ao mar.

Nossa Senhora da Guia
Ela lá em cima vem
Com o seu menino ao colo
Seus cabelos ao desdém.

Nossa Senhora da Guia
Sois a mais bela das flores
Lembrai-vos sempre de nós
Terra Mãe dos pecadores.

______

Comentários a este poema

Adicionar um Novo Comentário
Unless otherwise stated, the content of this page is licensed under Creative Commons Attribution-ShareAlike 3.0 License