Canção de Loriga

ÍNDICE Não existe nada igual « anterior |

seguinte » Loriga

Autoria | Autor desconhecido

Criado em | . 1952

Estilo poético | Marcha

Loriga escuta teus filhos
Que te querem visitar
Com canções e estribilhos
Que te querem vir saudar

São saudades dos ausentes
Que sempre recebes bem
Que te trazem como presentes
Saudações de Sacavém

{CORO}
"Loriga, é tão linda a nossa terra
Loriga, não há para nós outra igual
Loriga, és a estrela da serra
Mais linda de Portugal"

Esta voz que nos anima
É para nós nosso querer
Em cada verso, uma rima
Para cantar-te até morrer

Querida terra tão amada
És toda a nossa paixão
És por Deus abençoada
Loriga do coração

[Canção cantada pelo Rancho Folclore dos Naturais de Loriga em 1952]

______

Comentários a este poema

Adicionar um Novo Comentário
Unless otherwise stated, the content of this page is licensed under Creative Commons Attribution-ShareAlike 3.0 License