A gastronomia

ÍNDICE Sem título « anterior |

seguinte » Cuidar da Serra

Autoria | Adélia Prata

Criado em | Junho 2018

Estilo poético | Marcha

Loriga é canção que todos cantam
No palco na cozinha ou pelas ruas
No São João canta p'ra toda a gente
Este lugar de musas que são suas
Sentada no regaço da montanha
Menina olhando a estrela que é só dela
Loriga tem cheirinho a hortelã
Sabor a creme e arroz doce com canela

1
Neste cantinho da serra
Onde há gente generosa
Reunem-se os amigos
Numa refeição gostosa
Há conversa e alarido
E um tinto do lavrado
Hoje é bacalhau com broa
Com azeite bem regado

2
Vinha da tua janela
O cheirinho pelo ar
A cabrito bem assado
Apetecia provar
Com os temperos perfeitos
Que bem o fazes Maria
Tostadinho, apetitoso
Que gostosa iguaria

3
Cozinheiras afamadas
Talento p'ra cozinhar
Nas bodas dos casamentos
Ou sòmente no seu lar
A feijoada ou o grão
Caldo verde ou juliana
Pratos doces ou salgados
A barriga não se engana

4
Vou arranjar um petisco
Em honra de São João
Uma bôla de chouriça
Queijo fresco e requeijão
Faço peixinhos da horta
E bacalhau albardado
Com arroz e pataniscas
Vai ser muito bem tratado

5
Boa canja de galinha
Criada na capoeira
Está gostosa ó Manel
Eu sou boa cozinheira
E a seguir comerás
Um arroz de cabidela
Feito à moda da avó
Que bem o fazia ela

6
Míscaros nascem no monte
Quando chega a geada
Com eles juntos fizemos
Agradável patuscada
Feijocas apetitosas
Com a carne e o chouriço
Almoças comigo hoje
Não fujas ao compromisso

7
Há broa há bolo negro
E doces até mais não
Vamos até à carreira
Comer a febra no pão
Tu hoje estás tão bonita
Namoramos p'lo caminho
Chegaste agora do monte
Cheiras bem a rosmaninho

______

Comentários a este poema

Adicionar um Novo Comentário
Unless otherwise stated, the content of this page is licensed under Creative Commons Attribution-ShareAlike 3.0 License