Loriga

ÍNDICE Loriga « anterior |

seguinte » Loriga Vila Lusitana

Autoria | Maria Goretti Pina Melo (Carvalho)

Criado em | .

Estilo poético | Quadras

Oh Loriga, querida terra onde nasci!
Minha raiz, meus genes de amor.
Tantas vezes falada, tantas vezes contada,
Que os meus filhos te sabem de cor!

Contei que era terra de donzelas lindas
Que livres do trabalho, em domingo soalheiro
Transformavam em ingénuas e ternas melodias
As conversas que queriam pôr em dia,

Passeavam na estrada, no Outeiro ou Redondinha.

Juntavam-se as meninas em grupos de três ou quatro,
E se alguma mais remediada ou poupadinha
Exibia no braço a máquina dos retratos
Ensaiavam poses nos quintais da “Manézinha!

______

Comentários a este poema

Adicionar um Novo Comentário
Unless otherwise stated, the content of this page is licensed under Creative Commons Attribution-ShareAlike 3.0 License