Loriga - Serra da Estrela - Primavera

Autoria | José Lages Caçapo

Criado em | .

Estilo poético | Prosa

Mas no fio não vejo as andorinhas que chegam na Primavera. Certamente andam na azáfama para fazer os ninhos debaixo das caleiras que levam águas das chuvas ou noutro lugar onde não poisa o meu olhar.

Na nossa terra sempre agarimámos as andorinhas e andoriscos que traziam novidades debaixo das suas penas brancas e pretas
à nossa terra hospitaleira onde a neve e o sol faziam ainda a lareira da Primavera.

As andorinhas iam chegando a Primavera tardava mas a nossa LORIGA nunca deixará de ser a nossa terra.

Mesmo que se viva longe, mesmo muito longe e não se possa voltar, serão os nossos olhos que irão lá e voarão como as águias para a reverem das alturas com saudades as andorinhas num fio sem elas, onde em nós já é Primavera.

______

Comentários a este poema

Adicionar um Novo Comentário

Páginas relacionadas

Páginas com etiquetas similares:

Unless otherwise stated, the content of this page is licensed under Creative Commons Attribution-ShareAlike 3.0 License