Belezas da minha terra

Autoria | Maria Irene Fernandes Alves (Candeias)

Criado em | .

Estilo poético | Versos rimados

Aos pés da Estrela ajoelhada
Esta terra tão querida
Como uma moura encantada
Linda Vila de Loriga
Duas ribeiras a brincar
Saltam de penedo em penedo
Vão ligeiras a cantar
Para namorar o Mondego
Tens a praia a fluvial
Que é por muitos visitada
Tão linda e natural
Que a torna tão afamada
Fontes com água a correr
Todas elas imponentes
Dão a todos de beber
São o orgulho destas gentes
Uma ponte já velhinha
Que se orgulha de ter fama
Pedra dura e escurinha
Tem nossa ponte Romana
As tuas lindas capelas
E a igreja matriz
São para nós como estrelas
Que fazem Loriga feliz
Ruas velhas e estreitinhas
A subir e a descer
A da Amoreira é a minha
Com o rego da água a correr
E longe distante quem vem de passagem
Pára no mirante a ver a paisagem
Ficam deslumbrados com tanta beleza
Um presente dado da mãe natureza

______

Comentários a este poema

Adicionar um Novo Comentário
Unless otherwise stated, the content of this page is licensed under Creative Commons Attribution-ShareAlike 3.0 License