Sem título

ÍNDICE Minha terra e eu « anterior |

seguinte » Sem título

Autoria | Maria Irene Fernandes Alves (Candeias)

Criado em | .

Estilo poético | Quadras

Loriga é o coração de uma flor
As pétalas são os montes da Estrela
O verde dos pinheiros dão-lhe cor
De todas para mim,a mais bela

Das ribeiras ouço o canto das águas
Que correm e se juntam em segredo
Nas margens vão deixando suas mágoas
Contentes vão, beijar o Mondego

Mais ao longe vejo uma Capela
Com o seu coreto imponente
Mora lá uma Senhora com uma Estrela
Para iluminar toda a nossa gente

Ao olhar a minha terra
Fica em baixo escondidinha
Mesmo junto aos pés da Serra
Muito agasalhadinha
Assim eu vejo Loriga
Onde eu nasci e brinquei
Eu te amo terra querida
Que nunca te esquecerei

______

Comentários a este poema

Adicionar um Novo Comentário
Unless otherwise stated, the content of this page is licensed under Creative Commons Attribution-ShareAlike 3.0 License