Era assim em Loriga

Autoria | José Lages Caçapo

Criado em | Janeiro 2017

Estilo poético | Sonetos

Estava em pé e tocaram os sinos, não a dobrar
Era de um toque alegre despertando orações
Era a primeira de outras que se iriam celebrar
Uma às oito com xailes pretos nos corações.

Nas padarias havia pão de côdea e triga-milho
E nos fornos a lenha, broa do milho de cada um
Na serra não se dava o trigo para dar a um filho
Nem nas malhadas ou nas courelas de Cabrum.

Chegavam as onze, homens de fatos de casamento
Espartilhos apertados nos peitos das donzelas
Era sempre um dia de primor, um dia domingueiro.

Hoje já não vejo véus brancos nas cabeças delas
Os homens libertaram-se do fato, esse tormento
E eu já não me visto não, ando sempre dinqueiro.

______

Comentários a este poema

Adicionar um Novo Comentário
Unless otherwise stated, the content of this page is licensed under Creative Commons Attribution-ShareAlike 3.0 License