O rego da minha rua

ÍNDICE Natal da ANALOR « anterior |

seguinte » A sineta

Autoria | José Manuel Moura Alves

Criado em | .

Estilo poético | Quadras

O rego da minha rua
É um filho da levada
A água que por ele corre
É veloz, sobressaltada

Adormece-me à noitinha
Com afinadas cantilenas
No granito da calçada
Lê as pautas e poemas

O rego da minha rua
Sabe os caminhos de cor
Traz a frescura da serra
Leva recados de amor.

D´escutá-lo noite e dia
Minha alma fica perdida
São as lágrimas da estrela
De pureza desmedida.

______

Comentários a este poema

Adicionar um Novo Comentário
Unless otherwise stated, the content of this page is licensed under Creative Commons Attribution-ShareAlike 3.0 License