Guerras entre o Cimo e o Fundo

Autoria | António Luís de Brito

Criado em |
Publicado em |

Esta crónica aborda episódios da vida de:

António de Moura Pereira

______

A garotada dos anos quarenta, influenciada pelos filmes de guerra que vinham ao Salão três vezes por semana, decretou uma batalha entre o Cimo e o Fundo da Vila. Tinha que ter comandantes. Do Cimo, o Tónio Cebola e outro terror, o António Félix. Do Fundo, o Zé Romano e Carlos Corgas.

Fizeram-se as espadas e o campo de morte foi nos pinhais perto da Metalúrgica. As tropas confrontaram-se e foi partir por lá pau que chegasse. Envolveram-se mais de cinquenta miúdos à volta dos 10 anos. Quem ganhou a batalha foi o Cimo e o Tónio Cebola marchava com a sua espada inteira. Seguiu-se um plano de tréguas, mas o amigo Tó Cebola ainda por vezes arreganhava os dentes de querer novo embate.

______

Comentários a esta crónica

Adicionar um Novo Comentário

Páginas relacionadas

Páginas com etiquetas similares:

Unless otherwise stated, the content of this page is licensed under Creative Commons Attribution-ShareAlike 3.0 License