Os mandamentos da fome

Autoria | Joaquim Pinto Gonçalves

Criado em | 10 Jan 2013 00:00
Publicado em | http://goo.gl/VUXKIV

Esta crónica aborda episódios da vida de:

Abílio Luís Amaro

______

Tendo em conta os tempos que vivemos, gostaria de recordar alguns dos conselhos que o meu avô paterno Abílio Luís Amaro, mais conhecido pelo Abílio "Tripa", dava aos filhos incutindo-lhes valores que hoje, apesar de mais letrados, a maior parte dos pais se revela incapaz de transmitir aos seus descendentes.

Vivendo num tempo de grande crise visto que atravessou a turbulência da Primeira República, as duas guerras mundiais e a penúria do Estado Novo, o Abílio ensinava aos filhos os segredos de boa gestão da economia familiar de que destaco um conjunto de regras que ele designava de "Mandamentos da Fome", uma lenga-lenga que ele quase obrigou a decorar aos seus rebentos e que a minha tia Irene e o meu tio António, únicos ainda vivos me passaram e que hoje, têm uma incrível atualidade digna de registo:

  1. Quem ganha um e come dois, nunca guarda nada para depois
  2. Quem ganha dois e come três, nunca guarda nada para a outra vez
  3. Quem ganha três e come quatro, nunca pode viver muito farto
  4. Quem ganha quatro e come cinco, vive sempre muito faminto
  5. Quem ganha cinco e come seis, nunca tem nada para dar aos reis
  6. Quem ganha seis e come sete, nunca tem nada com que se espete
  7. Quem ganha sete e come oito, nunca poderá viver muito afoito
  8. Quem ganha oito e come nove, nunca tem nada nem para dar a um pobre
  9. Quem ganha nove e come dez, no fim da velhice não tem que enfiar nos pés

Como se pode verificar, estes "Mandamentos" são um forte incentivo à contenção de gastos e à poupança, valor que na época era precioso, tendo em conta a escassez de recursos. Apetece-me até dizer que, se estes princípios de Abílio Luís Amaro tivessem sido apreendidos por aqueles que nos têm governado até hoje, o país não estaria na desgraça em que se encontra.

______

Comentários a esta crónica

Adicionar um Novo Comentário

Páginas relacionadas

Páginas com etiquetas similares:

Unless otherwise stated, the content of this page is licensed under Creative Commons Attribution-ShareAlike 3.0 License