Centro do Apostolado da Oração de Loriga

O Apostolado da Oração de Loriga em Loriga teve a sua fundação em 15 de Agosto de 1885. Era pároco na altura o Reverendo Manuel Matias dos Santos Figueiredo.

Após a missão apostólica em Loriga do Padre Tomaz Vitalle, de nacionalidade italiana, teve início o Apostolado da Oração, passando a mesma a ser uma Associação. O Diploma de Agregação tinha que estar sempre colocado ao lado do altar como determinavam os estatutos.

Foi com entusiasmo que surgiu a ideia da fundação do Apostolado da Oração em Loriga, que veio a ter determinante impacto na vida religiosa da vila, bem como no anexo Fontão. Logo no início contava com 139 associados e 376 associadas. A oração era predominante a favor do próximo, dos mais desfavorecidos e acima de tudo o pedido da cura e purificação para as feridas morais.

No início e devido a falta de meios, o Centro, como posteriormente se veio a chamar, limitou-se a adquirir duas litografias devidamente molduradas de meio metro de altura, uma do Sagrado Coração de Jesus e outra do Sagrado Coração de Maria, que ficaram na igreja onde hoje está o altar do Imaculado Coração de Maria. Na festa eram conduzidas em andor. Cinco anos depois da fundação foi adquirido o Sagrado Coração de Jesus para o qual, pouco tempo depois, foi mandado fazer um altar próprio.

O Apostolado da Oração passou também a ser a única fonte de receita com que o pároco podia contar para obras, remodelações, concertos e melhoramentos que se foram fazendo, quer na igreja quer nas capelas da vila. Existiram anos em que praticamente todas as pessoas que residiam em Loriga faziam parte do Apostolado da Oração, sendo considerados associados que pagavam uma pequena quantia anual para ajuda das despesas com a festa do Sagrado Coração de Jesus, realizada anualmente por ocasião da Profissão de Fé.

São as zeladoras que têm ao seu cuidado o Altar Mor e o altar do Sagrado Coração de Jesus. As zeladoras de cada uma das zonas da vila encarregam-se de efectuar as cobranças das quotas e estão encarregadas de distribuir gratuitamente pelos associados os Bilhetes Mensais.

Adaptado à época actual o Apostolado da Oração de Loriga continua a existir,sendo mesmo um dos organismos mais antigos fundado nesta vila. A orgânica social deste Centro é composta por Direcção, Presidente, Secretária, Tesoureira e ainda as zeladoras, que por norma, realizam uma reunião mensal.

Por sistema é celebrada uma Missa na primeira Sexta-Feira de cada mês. No final do ano, o saldo existente é entregue à Comissão da Fábrica da Igreja.

Para a história do Apostolado da Oração em Loriga, aqui se registam os nomes dos primeiros 7 zeladores e das primeiras 13 zeladoras, no ano de 1885:

Zeladores: José Mendonça Gouveia Cabral zelador-secretário; José Pinto Duarte Lourenço; António Mendes de Brito Lourenço; João Alves Luiz; Joaquim das Neves Carneiro; José Gonçalves da Cruz Júnior e José Marques Reida.

Zeladoras: Maria do Carmo Mendes Gouveia; Maria do Carmo Nunes; Maria Emília de Brito; Maria Lopes de Brito; Maria Mendes Luiz; Teresa de Jesus Luiz; Maria Teresa Mendes Lages; D. Ana Cândida Monteiro de Pina; D. Maria da Anunciação Fonseca; Carolina do Rosário de Moura; D. Maria do Carmo Cândida de Pina; D. Maria Antónia de Brito Guimarães e Francisca de Brito.



Sorry, we couldn't find any images attached to this page.
Unless otherwise stated, the content of this page is licensed under Creative Commons Attribution-ShareAlike 3.0 License